Descubra como evitar o reajuste do plano de saúde empresarial

Se você tem um plano de saúde empresarial, provavelmente já ouviu falar sobre o reajuste anual de preços. Esse aumento, que é autorizado pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), pode trazer dor de cabeça para os empresários e seus funcionários. No entanto, existem algumas maneiras de evitar ou reduzir o impacto do reajuste em seu negócio. Neste artigo, vamos falar sobre as melhores estratégias para proteger sua empresa do aumento dos preços.

Entenda como funciona o reajuste do plano de saúde empresarial

Antes de falar sobre como evitar o reajuste, é importante entender como ele funciona. A ANS autoriza um aumento máximo de preço para os planos de saúde empresariais, que é baseado em uma série de fatores, como a inflação dos custos médicos e a utilização dos serviços pelos beneficiários. Esse aumento é válido por um ano e pode ser aplicado a qualquer momento a partir da data de aniversário do contrato.

No entanto, existem algumas regras que devem ser seguidas pelas operadoras de planos de saúde. Por exemplo, elas devem informar ao consumidor sobre o aumento com pelo menos 30 dias de antecedência e apresentar os cálculos que justificam o reajuste. Além disso, a ANS disponibiliza em seu site uma ferramenta de consulta para que os consumidores possam verificar se o aumento aplicado pela operadora está dentro do limite autorizado.

Estratégias para evitar ou reduzir o reajuste

Renegocie o contrato com a operadora

Uma das melhores maneiras de evitar ou reduzir o reajuste é negociar diretamente com a operadora do plano de saúde. Se a empresa tem um bom histórico de utilização dos serviços e uma boa relação com a operadora, é possível conseguir um desconto ou uma redução no aumento. Além disso, é importante verificar se a empresa está pagando por serviços que não são utilizados pelos funcionários, pois isso pode estar elevando o preço do plano.

Mude para um plano de saúde mais barato

Outra opção é trocar de plano de saúde. É importante lembrar que a mudança deve ser feita com cautela, pois é necessário levar em consideração o histórico de utilização dos serviços pelos funcionários e a cobertura oferecida pelo novo plano. No entanto, se a empresa encontrar um plano de saúde com uma cobertura satisfatória e um preço mais baixo, pode ser uma boa opção mudar de operadora.

Conclusão

O reajuste do plano de saúde empresarial é uma realidade que pode trazer dor de cabeça para os empresários e seus funcionários. No entanto, existem algumas estratégias que podem ajudar a evitar ou reduzir o impacto do reajuste nos negócios. Renegociar o contrato com a operadora, trocar para um plano mais barato e adotar medidas de prevenção à saúde são algumas das opções para proteger a empresa e seus funcionários.

Lembre-se sempre de verificar se a operadora está cumprindo as regras da ANS e se o reajuste está dentro do limite autorizado. Além disso, é importante manter uma boa relação com a operadora e buscar sempre a melhor cobertura pelos menores preços. Com essas estratégias em mente, sua empresa pode se proteger do aumento dos preços dos planos de saúde empresariais e garantir a saúde e bem-estar de seus funcionários.

Banner Faça Simulação